Esportes.

Mude Sua Vida

Os esportes junho 13, 2008

Arquivado em: Os diferentes tipos de esportes — licamendes @ 7:19 pm

BADMINTON

O badminton é um esporte olímpico praticado em quadra coberta, com raquetes e peteca. O jogo pode ser individual e em duplas, que podem ser mistas.

De origem indiana, o esporte foi levado para a Inglaterra por oficiais ingleses no fim do século XIX. O nome do esporte provém da cidade inglesa chamada Badminton, onde a modalidade tomou a forma que possui até hoje.

O badminton exige de seus praticantes um excelente preparo físico para manter o mesmo nível técnico desde o início da partida até o seu final.

O jogo consiste na combinação de habilidades como saltar, girar e rebater, em uma coordenação rápida de todo o corpo e perfeito sincronismo “mão-olho”.

Uma das grandes vantagens desse esporte é a facilidade de aprendizagem. Por isso, é conhecido como um esporte “antifrustração”, pois as pessoas conseguem jogar a partir do primeiro dia de aula, e se realizam com sua prática.

BASQUETEBOL

O curso de iniciação propicia o aprendizado dos fundamentos básicos da modalidade, como controle de corpo e bola, dribles, passes e arremessos, através de exercícios combinados, de forma individual e em grupos. Aborda também noções gerais táticas (posições e funções) para a prática de jogos.

Já o curso de aperfeiçoamento destina-se a pessoas já iniciadas na modalidade e com experiência, ou para quem já concluiu o curso de iniciação no Cepeusp. Visa ao desenvolvimento dos fundamentos básicos, das formações e aplicação de noções táticas e das técnicas de ataque e defesa, além do condicionamento físico geral e específico.

BOXE EDUCATIVO

O curso de iniciação tem como objetivo ensinar os fundamentos técnicos (ataque e defesa) e desenvolver habilidades motoras. Paralelamente, é ministrado condicionamento físico geral e específico. Para isso, utilizam-se aparelhos, praticando-se movimentos simulados de luta com colegas e com o professor. Aprende-se a nomenclatura geral da modalidade (treinamento e luta) e, eventualmente, há palestras proferidas por especialistas sobre regras e histórico.

Para os que passarem pela iniciação e demonstrarem aptidão e interesse, há o curso de aperfeiçoamento. Neste nível, aprimora-se a técnica com combinações e seqüência de golpes, aplicando-se exercícios de coordenação motora que exigem maior habilidade.

CAMINHADA/ALONGAMENTO

O curso procura ensinar o aluno a caminhar de forma segura, para que obtenha o maior proveito possível do exercício mais simples e natural que existe. São ensinadas as formas preparatórias e de aquecimento para o exercício, o ritmo, a freqüência, enfim, todos os requisitos para se realizar uma boa caminhada, não somente do ponto de vista aeróbio, como também do fortalecimento e alongamento muscular.

Os exercícios de alongamento são aplicados principalmente no início das sessões. Ao final das aulas, são realizadas atividades de descontração e relaxamento. As aulas dividem-se em 30/40 minutos de caminhada (aproximadamente 3/4 km) e 20/30 minutos de alongamento e relaxamento.

CANOAGEM

O curso de iniciação destina-se a pessoas interessadas em adquirir as primeiras experiências do esporte em águas calmas. Nesta etapa, utilizam-se os caiaques da USP – modelo turismo e caiaque escola. O objetivo é a aprendizagem da técnica de remadas em águas calmas e águas brancas (corredeiras).

Na temporada quente, o curso é voltado para o domínio de modelos de caiaques (k1 escola e k1, k2 e até k4), com assimilação de equilíbrio e técnicas da remada. Isto envolve grande ênfase na musculatura postural e flexibilidade.

Na temporada fria, o domínio transcorre com os modelos de caiaques turismo, com ênfase nas técnicas de canoagem de águas brancas (corredeiras) e de mar, que envolve manobras radicais do barco.

O pré-requisito para freqüentar esta modalidade é saber nadar com autonomia por 100 metros sem parar.

CAPOEIRA

No curso de iniciação, a ênfase é na prática de movimentos básicos, com objetivo de desenvolver as habilidades elementares para posterior execução dos princípios técnicos de ataque e defesa.

Adquirem-se habilidades nos saltos, giros e acrobacias, enriquecendo a parte folclórica da capoeira.

O desenvolvimento do programa busca promover a orientação correta da capoeira como meio educacional, cultural e social, evidenciando as noções de história e a parte rítmica instrumentada que coordena as diferentes formas de jogar a capoeira.

Já o curso de aperfeiçoamento busca aprimorar os movimentos, técnicas e ritmos, através de seqüências preestabelecidas. Busca ainda a melhor compreensão da teoria e prática dos movimentos desequilibrantes e acrobáticos. Aprimoramento da roda e do jogo em toda a sua ritualística.

O nível III corresponde a uma equipe que representa a seleção da USP em eventos esportivos, educativos, sociais, culturais e beneméritos.

CONDICIONAMENTO FÍSICO/MUSCULAÇÃO

Consiste na prática de atividade física com sobrecarga de peso, visando ao desenvolvimento da resistência muscular localizada, da potência e da força, através das orientações do professor. O curso procura conscientizar os alunos sobre a importância da prática regular da atividade física para aquisição e manutenção da saúde e é complementado com exercícios de alongamento muscular e flexibilidade articular, além de atividades aeróbias como a corrida e a bicicleta ergométrica.

Os alunos aprendem a controlar e avaliar sua freqüência cardíaca nos estados de repouso, esforço e recuperação da atividade física. São ministradas aulas de corrida com correção técnica e testes de Cooper para a avaliação de performance.

CORRIDA

A corrida é um movimento natural do ser humano. Quando praticada com regularidade, melhora o sistema cardiorrespiratório e vascular, além de combater a depressão. Para isso, é necessário apenas um par de tênis e motivação. Em primeiro lugar, trace uma meta e comece a caminhar; em seguida, trotar e, por fim, correr.

A prática regular da corrida proporciona os seguintes benefícios:

  • melhora a circulação sangüínea nas células, proporcionando energia nos músculos;
  • melhora a freqüência cardíaca; e
  • melhora a pressão arterial.

Ao final do curso, o objetivo é que o aluno esteja habilitado a correr 5 km.

EXERCÍCIOS LOCALIZADOS

Esta modalidade se compõe de exercícios de força e resistência muscular localizada, flexibilidade, elasticidade e alongamento, acompanhados por música, com ou sem a utilização de pequenos equipamentos (pesos, bolas, tiras de borracha, steps, bastão, caneleiras, cordas e outros).

O desenvolvimento adequado da força da musculatura abdominal é importante na prevenção e reabilitação de problemas da coluna lombar. Assim, a força de certos grupos musculares é necessária para manutenção da postura ereta e para a realização de tarefas diárias: isométrica (ou estática), que envolve contrações musculares sem movimento externo; isotônica (ou dinâmica), quando o músculo se encurta ou se alonga com movimentos das partes envolvidas.

O desenvolvimento da capacidade de força apresenta as seguintes vantagens: melhora o rendimento em certas tarefas diárias; ajuda na realização de atividades recreativas e/ou esportivas; e é um fator importante na prevenção de lesões. Além disso, os exercícios localizados são eficazes para melhorar o humor geral, os sintomas de depressão e ansiedade, além da auto-estima e confiança. Assim, os exercícios localizados são destinados a pessoas que desejam melhorar ou manter a rigidez corporal.

FITNESS (até 35 anos)

O objetivo do curso é levar o participante ao condicionamento físico completo, com o desenvolvimento equilibrado das características motoras como resistência, força, velocidade e flexibilidade. Pretende-se com este programa proporcionar a melhoria do sistema cardiovascular, bem como o fortalecimento e a resistência muscular.

Para tanto, as aulas de fitness se desenvolvem utilizando a ginástica aeróbia, exercícios localizados, rítmicos nacionais, step, circuit-training, alongamento, entre outras modalidades. As atividades são realizadas com músicas, para facilitar e animar a prática.

FUTEBOL

O curso de iniciação visa aplicar e desenvolver os aspectos técnicos básicos da modalidade, através de suas três categorias: impulsionar (chutes e cabeceios), receber (abafamentos), deter (condução de bola) e o jogo propriamente dito.

Através de exercícios técnicos isolados e/ou combinados, procura-se trabalhar os fundamentos de forma individual e em grupos, encaminhando-os para o desenvolvimento técnico-tático em situações de jogo. Desenvolve-se o condicionamento físico geral com ou sem bola, para que haja uma boa participação nos jogos.

Já o curso de aperfeiçoamento visa desenvolver aspectos técnicos e táticos da modalidade, através de exercícios coletivos e jogos. Além disto, também tem por objetivo aprimorar a condição física específica para o futebol. Este curso é oferecido ao público feminino e masculino que já tenham boa condição técnica na modalidade.

GINÁSTICA OLÍMPICA

O curso de iniciação destina-se a pessoas sem qualquer experiência anterior na ginástica olímpica. Os alunos realizam a adaptação e a iniciação nos aparelhos específicos da modalidade. Além disso, o programa inclui a prática de saltos acrobáticos básicos na mini cama elástica.

Há uma diferenciação entre os aparelhos para homens e mulheres. Na ginástica masculina, os alunos treinam solo, cavalo com arções, argolas, salto sobre a mesa, paralelas simétricas e barra fixa. Na feminina, praticam salto sobre a mesa, paralelas assimétricas, trave de equilíbrio e solo, com música e coreografias básicas.

As aulas do curso de aperfeiçoamento destinam-se a pessoas com experiência anterior em todos os aparelhos. O objetivo é aprimorar a técnica e a postura na execução dos movimentos. Há também iniciação aos saltos de médio e alto nível na mini cama elástica. Além disso, os alunos têm a oportunidade de participar de demonstrações internas, campeonatos universitários, além dos Torneios Paulista e Brasileiro.

JUDÔ

O curso de iniciação destina-se a pessoas interessadas em adquirir experiência sobre os princípios básicos do judô, com ênfase em sua filosofia. Nesta fase, desenvolvem-se técnicas de amortecimento, deslocamentos, postura, maneiras de segurar, arremessos e imobilização no chão. 0s alunos aprendem também as regras oficiais do judô.

A etapa seguinte é o curso de aperfeiçoamento, que busca aprimorar o conhecimento das técnicas do judô em pé e no chão, melhorar a forma física dos alunos, colocar em prática a combinação de arremessos, aumentar o conhecimento de técnicas e oferecer condições para que o aluno participe de competições internas e externas.

KARATÊ-DO (estilo Shotokan)

O uso de armas acompanha a história do homem desde a sua existência e, infelizmente, ainda existem conflitos entre seres humanos. A prática correta do Karatê-Do nos ensina a conviver com esta realidade. O conflito, a vingança e os impulsos agressivos não trazem bons resultados. Com a prática do Karatê-Do, é possível obter equilíbrio físico e mental.

O Karatê-Do propicia ao praticante o desenvolvimento da autoconfiança, da concentração, da força de vontade, da criatividade, da compreensão, da capacidade de análise, de planejamento e de discernimento do certo e do errado. Todas essas qualidades contribuem para a formação do caráter do indivíduo.

O curso de iniciação (faixa branca) destina-se a pessoas sem qualquer experiência na modalidade. O aluno aprende a defesa pessoal e desenvolve habilidades elementares para executar as principais técnicas de ataque e defesa. Os praticantes da modalidade são orientados de acordo com os princípios da educação física e com as noções técnicas e práticas da metodologia denominada “Gyo” (auto-conhecimento).

Já no nível II (faixa amarela até faixa laranja) ensina-se o domínio do corpo, das posturas e dos movimentos fundamentais, da respiração, da concentração e das técnicas de esquiva. O aluno inicia-se na competição esportiva da modalidade e aprimora o método “Kata” e a aplicação dos seus movimentos. O nível III (faixa verde em diante) tem por finalidade o aperfeiçoamento e treinamento, com objetivo de alcançar o estágio de faixa preta e participar da seleção de karatê USP.

MUSCULAÇÃO

No curso de iniciação, os alunos passam por um período de reconhecimento dos aparelhos e dos exercícios, até se adaptarem a eles.

Após essa primeira fase e alguns testes, o treino se torna personalizado e os professores sugerem uma seqüência de exercícios a cada aluno, como a listada abaixo:

  1. trabalho de resistência geral e localizado;
  2. trabalho de força;
  3. trabalho de força explosiva (os iniciantes praticam essa etapa apenas para conhecimento); e
  4. trabalho postural corretivo e estético (hipertrofia).

O tempo que os alunos devem dedicar a cada uma das etapas varia de acordo com seu potencial genético, a alimentação, o descanso e a freqüência nos treinos.

A turma de aperfeiçoamento, por sua vez, tem por objetivo dar continuidade à prática da musculação e incentivar o aluno a formular sua própria seqüência de exercícios. O curso oferece subsídios e informações para que o aluno aprimore o desempenho em sua atividade física preferida. A metodologia aplicada no programa utiliza o princípio da sobrecarga de alta intensidade.

NATAÇÃO

A turma de iniciação tem por objetivo a aprendizagem de habilidades aquáticas básicas, como respiração, flutuação, domínio corporal no meio líquido, propulsão de membros superiores e inferiores,coordenação motora dos movimentos do estilo crawl ventral e iniciação ao crawl dorsal e ao mergulho.

O curso é voltado para a superação do medo e garantia da sobrevivência na água, e também para aqueles que ainda não conseguem atravessar a piscina semi-olímpica (25 m) com uma técnica respiratória lateral do crawl adequada.

O requisito para o nível II é nadar o estilo crawl em piscina semi-olímpica funda (25 m) dominando seguramente a respiração lateral rítmica harmônica. Neste nível ocorre o aprimoramento do estilo crawl com técnicas, aprendizado dos estilos costas, peito e borboleta com técnicas, além das habilidades das saídas e viradas dos nados. A melhoria da resistência cardiovascular aeróbia torna-se conseqüência do curso, já que as aulas são feitas na piscina semi-olímpica (25 m). A proposta final do curso é passar para a piscina de 50 m com autonomia nos estilos e prática da natação.

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL

O objetivo do curso é orientar a população atendida sobre princípios básicos de uma alimentação equilibrada e sua importância na manutenção da qualidade de vida.

As aulas são teóricas e práticas, visando ao aprendizado de conceitos fundamentais em nutrição e o incentivo à prática de hábitos alimentares saudáveis.

O programa abordará os seguintes temas: alimentação saudável; dietas da moda; fome e apetite; pirâmide dos alimentos; qualidade dos alimentos; mastigação; calorias; consumo calórico x gasto energético; diet e light; rótulo dos alimentos; colesterol e gorduras; detalhes que engordam; pré-bióticos e pró-bióticos; e fibras.

PÓLO AQUÁTICO

Neste curso são ensinadas as regras básicas do esporte, tais como dimensões do “campo de jogo” com suas demarcações, posição básica (flutuação vertical), passe, recepção, domínio e controle de bola (arremessos e condução da bola na água).

Objetiva-se o aprendizado de estilos adaptados para ataque e defesa (crawl e costas) e de disposições táticas e técnicas de ataque e defesa (sistemas 3×3; 4×2; 5×1 e 6×0). Os alunos também aprendem sobre a preparação física básica (aquecimento, alongamento e exercícios técnicos específicos).

É pré-requisito para o curso saber nadar bem os estilos crawl e costas.

PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO

Tem como objetivo proporcionar a prática de exercícios físicos e orientação nutricional para indivíduos obesos ou com sobrepeso

.

A partir da avaliação antropométrica (IMC) e de diagnósticos de condição motora, hábitos alimentares e de saúde, os objetivos são sensibilizar os alunos para a prática regular de exercícios físicos e de novos hábitos alimentares, através de metas que estimulem mudanças de comportamento.

O programa consiste em três aulas semanais, sendo duas de exercícios físicos com carga progressiva e individual e uma de orientação nutricional. As aulas são compostas de palestras expositivas e vivências práticas para viabilizar a aquisição de informações pertinentes ao treinamento físico, hábito alimentar e complexidade do tratamento da obesidade.

REMO

O curso de iniciação destina-se a pessoas interessadas em conhecer a prática desta modalidade e vivenciar os benefícios físicos, psíquicos e sociais que esta atividade proporciona. Além da preparação física, os alunos são orientados no aprendizado das modalidades de palamenta dupla e simples. Em uma primeira fase, é feita a vivência no barco-escola e nos barcos tipo yole a 4 remos, yole a 8 remos, barcos de palamenta simples, canoe e palamenta dupla.

O curso de aperfeiçoamento visa aprimorar as técnicas aprendidas no curso de iniciação, com objetivo de preparar os praticantes para competições ou simplesmente de aprimorar a sua performance física. Os treinamentos são realizados em barcos tipo yole a 4 remos, yole a 8 remos, canoe, single-scull, double-scull, four-scull, out-rigger a 2, a 4 e a 8 remos.

Já o curso de treinamento (nível III) é composto de uma turma específica que tem como objetivo a formação de uma seleção para participar de competições. O treinamento é realizado de segunda a sábado. O pré-requisito para freqüentar esta modalidade é saber nadar.

TÊNIS

O curso de iniciação destina-se a pessoas interessadas em adquirir experiência na modalidade. O aluno aprende os movimentos básicos do jogo: batida de direita (“forehand”), batida de esquerda (“backhand”) e saque (“service”). Aprende também a movimentar-se na quadra, a utilizar o paredão, início da execução do voleio (“volley”). Serão dadas noções de regras, arbitragem e estratégia de jogo.

A turma de aperfeiçoamento tem por objetivo aprimorar as habilidades adquiridas na iniciação (batida de direita, batida de esquerda, paralelas e cruzadas e saque). Aprende-se o voleio, o “lob”, o “smash” e a movimentação na quadra, levando à participação em jogos internos individuais e em duplas.

VOLEIBOL

Destina-se a pessoas interessadas em adquirir experiência necessária para a prática do esporte e o conhecimento de regras oficiais atualizadas. Desenvolvem-se as habilidades técnicas básicas como: saque, recepções, cortadas e movimentação na quadra, através de exercícios combinados, jogos adaptados, levando a situações de jogo. Poderá haver também jogos contra atléticas e/ou torneio com equipes do próprio grupo.

A turma de aperfeiçoamento é indicada para pessoas já iniciadas na modalidade e com experiência em competição. Visa ao desenvolvimento e aperfeiçoamento técnico dos fundamentos de ataque e defesa, além das formações e noções táticas e suas aplicações. Há também exercícios especializados e práticas de jogo propriamente dito, além de condicionamento físico geral e específico.

YOGA

Inicialmente, são introduzidos os conceitos básicos para a realização das posturas da yoga, como conforto e estabilidade, trabalhados de modo prático com posturas preparatórias e completas. Em seguida, o foco temático será o conceito de relaxamento do esforço, com atividades que possibilitem experiências de diminuição de ativação do reflexo miotático.

Os alunos deverão ser capazes de realizar a série simplificada de posturas sugerida pelo Swami Kuvalayananda em seu livro “Asanas”, respeitando princípios básicos do Hatha Yoga. Além disso, serão realizadas atividades que priorizem o trabalho da habilidade de equilíbrio.

Ao final do semestre, os alunos deverão ser capazes de realizar a série completa de posturas sugeridas pelo Swami Kuvalayananda, além de poder realizar, de maneira segura e confortável, alguns exercícios de pranayama. Todas as aulas serão acompanhadas de discussão teórica a respeito do tema abordado, visando conferir significado real e palpável ao assunto.

Fonte:http://www.cepe.usp.br/modalidades/modalidades_comu.html

 

Esportes

Arquivado em: Os diferentes tipos de esportes — licamendes @ 6:27 pm

Já se foi o tempo em que era fácil reconhecer e distinguir os diversos tipos de esportes existentes. Com a forte tendência de aproximação do homem com a natureza e a busca por novas emoções para fugir da monotonia do dia a dia, em meados dos anos 80, fizeram surgir no Brasil novas práticas esportivas conhecidas hoje como Esportes Radicais, ou de Aventura.

Essas novas e importantes modalidades vêm ganhando mais e mais adeptos todos os anos, não só aqui como em todo o Mundo. Os praticantes acreditam que com alguma dessas atividades é possível exercitar o corpo ao mesmo tempo em que se contemplam os aspectos da natureza como rios, montanhas, penhascos, mares ou cachoeiras.

O único pré-requisito para se iniciar no mundo dos Esportes Radicais é ter espírito aventureiro e um pouquinho de coragem, afinal, nem todo mundo é capaz de fazer trilhas em florestas fechadas, descer de quedas d’água gigantescas, praticar alpinismo em pedras do tamanho de um edifício. Como qualquer atividade física, é recomendado somente que se comece aos poucos, respeitando suas limitações. Vale lembrar que não é fazendo maluquices que se pratica os Esportes de Aventura. Esporte é saúde e para radicalizar não é preciso se quebrar.

Fonte:www.google.com

 

Alguns nomes de diferentes esportes junho 12, 2008

Arquivado em: Os diferentes tipos de esportes — licamendes @ 7:19 pm

Competições
Existem inúmeras competições para atletas profissionais ou amadores, dividas em regionais, inter-municipais, inter-estaduais, nacionais, internacionais e olímpicas.
Para que não haja uma disparidade entre os competidores, para a maioria das competições, existe uma classificação, levando em conta o tipo de deficiência e gráu de comprometimento, fazendo com que nas competições vença o melhor, aquele que tenha mais treino, habilidade e técnica, e não vencer, porque tem mais movimentos e/ou força, por diferentes níveis de lesão na medula, por exemplo.

Modalidades esportivas 
As pessoas poderão escolher entre diversas modalidades esportivas, conforme os tipos de deficiências e as limitações que elas proporcionam.

Algumas modalidades 

Arco e flecha, atletismo, automobilismo, basquetebol, bocha, canoagem, ciclismo, down-hill de cadeira de rodas, esgrima, equitação, esqui aquático, esqui na neve, futebol, golbol, halterofilismo, iatismo, judô, mergulho com cilindro, mergulho livre, natação, para-quedismo, rafting, rappel, rugby em cadeira de rodas, tênis de campo, tênis de mesa, tiro, voleibol, vôo livre, ultraleve e outros

Fonte:www.google.com

 

Hello world! maio 9, 2008

Arquivado em: Os diferentes tipos de esportes — licamendes @ 7:07 pm

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

 

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.